Ramakrishna Vedanta Ashrama
Ramakrishna Vedanta Ashrama
Afiliado à Ordem Ramakrishna da Índia

Ordem Ramakrishna

Ramakrishna Math e Ramakrishna Mission são organizações espirituais mundiais, não-políticas e não-sectárias, que estão engajadas em várias formas de atividades humanitárias e de serviço social há mais de um século. Inspirados pelos ideais de renúncia e serviço, os monges e devotos leigos do monastério e da Missão servem milhões de homens, mulheres e crianças, sem qualquer distinção de casta, religião ou raça, porque veem o Deus vivo neles.


As organizações foram iniciadas por Sri Ramakrishna (1836-1886), o grande santo do século XIX de Bengala, considerado o Profeta da Era Moderna, e pelo principal discípulo de Sri Ramakrishna, Swami Vivekananda (1863-1902), um dos principais pensadores e líderes religiosos da era atual, considerado "um dos principais formadores do mundo moderno", nas palavras do eminente estudioso ocidental A.L. Basham.           

                                                                                                       

Embora o mosteiro Ramakrishna e a Missão Ramakrishna sejam legal e financeiramente separadas, elas estão intimamente inter-relacionadas de várias maneiras e são consideradas organizações gêmeas.


Essas organizações gêmeas iniciaram um movimento espiritual não sectário e universal, que tem trabalhado silenciosamente por mais de cem anos para catalisar a regeneração espiritual da humanidade.


O principal catalisador nessa transformação contínua é a antiga filosofia religiosa da Índia conhecida como Vedanta. Embora vários outros sistemas de filosofia tenham surgido na Índia em diferentes épocas, eles ficaram confinados a pequenos grupos. Apenas o Vedanta tem permanecido como a filosofia dominante da tradição religiosa da Índia desde os tempos védicos até os dias atuais. Nos tempos modernos, esse antigo sistema de pensamento foi purificado, unificado e energizado por Sri Ramakrishna, e exposto no idioma moderno por Swami Vivekananda , sendo disponibilizado, portanto, para todas as pessoas em todo o mundo sem distinção de casta, credo ou raça.


A Ordem Ramakrishna não acredita em conversão, nem se entrega ao oculto ou ao sensacional. A Ordem dá maior importância ao desenvolvimento espiritual pessoal e ao serviço altruísta. Inspirados pela ideia de harmonia de todas as crenças, seus centros incentivam os adeptos de diferentes crenças a se encontrarem em um espírito de amizade e apreciação mútua, e a aprender uns com os outros sem ter de abrir mão da própria fé. Nas palavras de Sri Ramakrishna: "Deus criou diferentes religiões para atender a diferentes aspirantes, vidas e países ... todas as doutrinas são apenas tantos caminhos; mas um caminho não é de forma alguma o próprio Deus. De fato, a pessoa pode chegar a Deus se seguir algum dos caminhos com devoção de todo o coração."                 

LEMA: O lema das organizações gêmeas, formulado por Swami Vivekananda, é ATMANO MOKSHARTHAM JAGAD HITAYA CHA, "Para a própria salvação e para o bem-estar do mundo". 

IDEAIS: O trabalho como adoração, a divindade potencial da alma e a harmonia das religiões são três dos ideais notáveis em que se baseiam essas duas organizações.  É esse ideal de serviço ao homem como serviço a Deus que sustenta o grande número de hospitais, dispensários, unidades médicas móveis, escolas, faculdades, centros de desenvolvimento rural e muitas outras instituições de serviço social administradas pelas organizações gêmeas.

Sede: A sede do Ramakrishna Math and Ramakrishna Mission está situada em uma área chamada Belur no distrito de Howrah, Bengala Ocidental, Índia.  Todo o campus da sede é popularmente conhecido como "Belur Math".  Estendendo-se por mais de quarenta acres de terra na margem ocidental do rio Hooghly (Ganges), o lugar fica a uma hora de carro de Calcutá.

Ideologia


A ideologia da Ramakrishna Math and Ramakrishna Mission consiste nos princípios eternos do Vedanta como vivido e experienciado por Sri Ramakrishna e exposto por Swami Vivekananda. Essa ideologia tem três características: é moderna no sentido de que os antigos princípios de Vedanta tenham sido expressos no idioma moderno; é universal, ou seja, é destinado a toda a humanidade; é prático no sentido de que seus princípios podem ser aplicados no dia-a-dia para resolver os problemas da vida. Os princípios básicos dessa ideologia são dados abaixo-

A realização de Deus é o objetivo final da vida

Uma das descobertas importantes feitas na Índia antiga foi de que o universo surge da consciência infinita e é sustentado por ela. Essa consciência infinita é chamada Brahman, e tem aspectos impessoais e pessoais. O aspecto pessoal é conhecido por diferentes nomes, como Deus, Ishvar, Jeová e assim por diante. A realização dessa Realidade Última é o verdadeiro objetivo da vida, pois só isso pode nos dar satisfação eterna e paz.

Divindade potencial da alma

Brahman é imanente em todos os seres como o Atman, que é o verdadeiro eu do homem e fonte de toda a felicidade. Mas devido à ignorância, o Atman se identifica com o corpo e a mente e corre atrás de prazeres dos sentidos. Essa é a causa de todo mal e sofrimento. À medida que a ignorância é removida, o Atman se manifesta cada vez mais. Essa manifestação da divindade potencial é a essência da verdadeira religião.

Síntese dos Yogas

A remoção da ignorância e manifestação da divindade interior que levam à realização de Deus são alcançadas por meio do Yoga. Existem quatro Yogas principais: Jnana Yoga (Yoga do Conhecimento); Bhakti Yoga (Yoga da Devoção); Raja Yoga (Yoga da Meditação); Karma Yoga (Yoga do Trabalho). Cada Yoga é um meio independente para a realização de Deus, mas como cada uma delas envolve o cultivo de uma das faculdades, como razão, sentimento ou vontade, uma combinação de todos os quatro Yogas é necessária para o desenvolvimento de uma personalidade equilibrada e plenamente funcional. É essa síntese de Yogas que Swami Vivekananda considerava como o ideal do Ramakrishna Math e Ramakrishna Mission. Esse ideal encontra expressão no EMBLEMA das organizações gêmeas apresentado aqui, que foi projetado pelo próprio Swami Vivekananda.

Moralidade baseada na força

De acordo com Swami Vivekananda, a fraqueza é a principal causa da imoralidade, do mal e do sofrimento na vida, e a causa da fraqueza é a ignorância sobre a nossa verdadeira natureza como Atman. O conhecimento do Atman nos dá uma tremenda força para superar nossa fraqueza e levar uma vida virtuosa. Todos são dotados de tantas potencialidades, mas devido ao medo e à fraqueza, a maioria dessas potencialidades permanece não efetivada. Quando, através do conhecimento do Atman, o medo e a fraqueza são superados, essas potencialidades se manifestam. Swamiji chamou esse processo de "educação formadora de homens".

Harmonia das Religiões

Embora a ideia de que "A Realidade Única é conhecida por nomes diferentes" (Vedas) e a ideia de que "diferentes caminhos espirituais levam à mesma meta”" (Gita) sejam encontradas nas escrituras hindus e nos ensinamentos de vários santos hindus, Sri Ramakrishna foi a primeira pessoa na história a mostrar através da experiência direta a unidade transcendental de todas as religiões. Sua mensagem inclui dois tipos de harmonia religiosa: harmonia dentro do Hinduísmo e harmonia entre as religiões mundiais.


   a. Harmonia dentro do Hinduísmo: Sri Ramakrishna não se identificou com nenhuma doutrina particular do Hinduísmo, mas aceitou o Hinduísmo como um todo. Ele mostrou que o dualismo, o não dualismo e outras escolas da filosofia hindu representam diferentes estágios da experiência integral da Realidade, e que as várias divindades hindus são diferentes aspectos de um único Deus supremo. Sua mensagem trouxe muita harmonia entre as doutrinas hindus, e o próprio Sri Ramakrishna tornou-se o símbolo da unidade da religião hindu.


b. Harmonia entre as religiões do mundo: Deve-se notar que Sri Ramakrishna reconheceu as diferenças entre as religiões, mas mostrou que, apesar dessas diferenças, elas levam à Verdade Última. Esse é o significado de sua famosa máxima, “Yato mat, tato path”, "Quantas crenças, tantos caminhos". Além disso, Swami Vivekananda também considerou que as religiões do mundo são expressões de uma eterna Religião Universal. Como o Vedanta contém todos os princípios e leis básicas do mundo espiritual, Swamiji o considerava a eterna Religião Universal. Ou seja, o Vedanta pode servir como a base comum para todas as religiões.

Sri Ramakrishna como Avatara

De acordo com a tradição religiosa hindu, Deus encarna-se como Avatara em cada Era, a fim de dar uma nova 

mensagem à humanidade adequada às necessidades da época. No Movimento Ramakrishna, Sri Ramakrishna é adorado como o Avatara da Era Moderna. Isso significa que sua vida e ensinamentos abriram uma nova forma de salvação para a humanidade. A singularidade da Encarnação Divina Sri Ramakrishna é que ela incorpora a consciência espiritual dos Avataras e profetas anteriores, incluindo aqueles que estão fora do espectro hindu, e está em harmonia com todas as tradições religiosas. Em todas as instituições da Ordem Ramakrishna, uma adoração reverente é dedicada a todos os Avataras e aos fundadores de todas as religiões.

Uma Nova Filosofia de Trabalho

Uma Nova Filosofia de Trabalho: Swami Vivekananda apresentou uma nova filosofia de trabalho para o mundo moderno. Todo o trabalho no Ramakrishna Math e na Ramakrishna Mission é feito de acordo com essa filosofia de trabalho, que se baseia nos seguintes princípios:


a.   Todo trabalho é sagrado: Segundo o Vedanta, o universo físico é uma manifestação de Deus conhecida como Virát. Assim, como a Irmã Nivedita afirmou, não há "distinção entre o sagrado e o secular". O que essa afirmação significa é que todo o trabalho é sagrado. Mesmo trabalhos considerados humildes, como varrer o chão ou consertar sapatos, deve ser feito com tanta atenção e devoção quanto o trabalho no santuário.


b. Trabalho como adoração: O Gita(18:46 & 9:24) afirma que o Deus que permeia tudo é a fonte última de todo trabalho e o desfrutador dos resultados de todo sacrifício. Portanto, todo trabalho deve ser feito como adoração e os frutos das ações devem ser oferecidos ao Senhor.


c. O serviço ao homem é serviço a Deus: Um dos princípios importantes que Swami Vivekananda aprendeu com seu Mestre foi 'Shiva Jnane Jiva Seva', 'servir Jiva como Shiva'. Uma vez que o homem é potencialmente divino, o serviço ao homem é de fato um serviço a Deus. Em vez de olhar para uma pessoa necessitada como objeto de piedade, ela é vista como um objeto de adoração. Tal atitude eleva tanto o doador quanto aquele que recebe.


d. Foco no serviço aos pobres e aos oprimidos: Swami Vivekananda foi o primeiro líder religioso na Índia a falar pelos pobres e os oprimidos e afirmar corajosamente:  "Aquele que vê Shiva nos pobres, nos fracos e doentes, realmente adora Shiva; e ... com ele Shiva está mais satisfeito do que com o homem que O vê apenas em templos.Foi Swamiji quem cunhou a palavra daridra-náráyana( o pobre é Deus) para se referir aos pobres. O amor e a preocupação de Swamiji com os pobres continua como um princípio orientador nos programas de serviço do Monastério e da Missão.


e. O trabalho é uma disciplina espiritual: Quando o trabalho, qualquer trabalho, é feito cumprindo as condições acima, torna-se uma disciplina espiritual: a mente se purifica e a Divindade potencial da alma se manifesta cada vez mais. Assim, o trabalho feito em espírito de adoração beneficia espiritualmente aquele que faz: torna-se uma disciplina espiritual ou Yoga. É com essa compreensão do trabalho como disciplina espiritual (Karma Yoga) que todas as atividades de serviço do Monastério e da Missão, como dar comida e roupas aos pobres, cuidar dos doentes, etc, são realizadas. Assim, o serviço feito como adoração a Deus no homem ajuda de duas maneiras: beneficia física ou mentalmente a pessoa que é servida, e ajuda espiritualmente a pessoa que serve.


Lema:

Esse objetivo duplo das atividades de serviço, na verdade toda a ideologia do Ramakrishna Math e da Ramakrishna Mission, foi colocado em poucas palavras no LEMA das organizações gêmeas, “Átmano mokshártham jagad hitáya cha”, 'Para a própria salvação e para o bem-estar do mundo', formulado por Swami Vivekananda.

Emblema




O emblema da Ordem Ramakrishna, desenhado por Swami Vivekananda, é uma obra de arte única e incomparável, criada por uma das mentes mais ricas da história contemporânea, em um estado exaltado de inspiração espiritual. É um símbolo profundo de harmonia e síntese para uma meditação reverente nesta era atual de conflito e desarmonia.

O significado por trás desse emblema, nas palavras do próprio Vivekananda, é:


"As águas ondulantes na imagem simbolizam o Karma, 

o lótus é símbolo de Bhakti, 

e o sol nascente, de Jnana. 

A serpente circundante é indicativa de Yoga e do despertar da Kundalini Shakti, 

enquanto o cisne na imagem significa o Paramatman (O Ser Supremo)


Portanto, o ideal do emblema é que pela união de Karma, Jnana, Bhakti e Yoga, a visão do Paramatman (O Ser Supremo) seja alcançada."



O objetivo é realizar, nesta mesma vida, o verdadeiro Ser, o autorrefulgente Atman, o Cisne no emblema, e por meio dessa realização estar livre de todas as limitações, todas as amarras e toda pequenez. Essa liberdade espiritual é algo a ser ansiado e alcançado nesta mesma vida. Ela liberta a pessoa da prisão de sua individualidade limitada, e confere a ele ou a ela a bênção da existência universal. A pessoa então se torna una com a Existência-Conhecimento-Felicidade Absolutos. "Seja livre. Essa é toda a religião", disse Swamiji. 

   


Esse símbolo é o epítome da mensagem de harmonia e síntese de Swami Vivekananda, levando à realização da meta da vida. Essa é a expressão mais eloquente do que ele realmente pregou, do que ele queria que todos os homens e mulheres fossem - realizassem -,  no Oriente ou no Ocidente.